Manutenção de Pneus


volta ao início
Manutenção Período de Manutenção
Verificar e ajustar a pressão dos pneus A cada 15 dias ou quando necessário

Quando trocar os pneus

Todo pneu tem um indicador de desgaste da banda de rodagem (TWI), que é representado por um triângulo localizado próximo à junção entre a lateral e o ombro do pneu. O TWI é um indicador que serve de referência para verificar se seu pneu está gasto. Pneus devem ser substituídos imediatamente quando a banda de rodagem tiver ultrapassado os indicadores.

Pneus desgastados comprometem imensamente a dirigibilidade e distância de frenagem.
TWI
Mantenha-se atento à sinais físicos mencionados abaixo, mesmo se o pneu ainda não estiver gasto:
Bolhas na banda de rodagem ou laterais

Bolhas na banda de rodagem ou laterais

Recomendamos a troca do pneu imadiatamente

Vazamentos

Vazamentos

Sinal de um possível vazamento de ar

Cracks

Rachaduras

Normalmente na parede da lateral do pneu

volta ao início

Com estas 10 dicas você pode conseguir economizar combustível.



1. Uso correto da pressão nos pneus

Comparando dois pneus que estejam transportando a mesma carga, aquele que tiver com pressão insuficiente sofrerá maior deformação e irá proporcionar um maior consumo de combustível.

Relação da pressão dos pneus e o consumo de combustível:

Pressão dos pneus abaixo em Aumento do consumo de combustível em Vida útil do pneu reduzida em
10% 2% 15%
20% 4.5% 28%
30% 6.25% 37%

2. Economize dinheiro dirigindo mais devagar

Haverá aumento da autonomia do veículo em 15% diminuindo a velocidade de 100 km/h para 88 km/h. Tente manter a velocidade sempre constante e, gradualmente aumentar ou diminuir a velocidade quando necessário para alcançar uma melhor eficácia na automonia e controle do consumo de combustível. Diminuir a velocidade nas estradas e usar o piloto automático sempre que possível. Evite acelerações ou frenagens bruscas, o que consomem mais combustível. (fonte: Consumer Federation of America)


3. Carregue o necessário

Um veículo consome aproximadamente 700 litros de gasolina a cada ano. Cada 45 kg de coisas que levamos no carro aumenta o consumo em 1 litro. Por isso, evite carregar itens desnecessários, pois todo carregamento extra gera sobrecarrega ao veículo e leva, consequentemente, à um maior consumo de combustível.

4. Carregue no Porta Malas apenas o necessário

Um veículo consome cerca de 700 litros de gasolina a cada ano. Cada 45 kg adicionais que carregar, aumentará o consumo de combustível em 1 litro. Evite carregar itens desnecessários, pois cargas extras pressionam mais o veículo e levam a um maior consumo de combustível.


Use o óleo do motor recomendado pelo fabricante do veículo

Use o óleo de motor recomendado pelo fabricante do veículo para diminuir o consumo de combustível. Por exemplo, o uso de óleo de motor 10W-30 em um motor projetado para usar 5W-30 pode gastar mais combustível, em torno de 2% a mais se usar o óleo lubrificante de motor com a viscosidade correta. O mesmo vale se usar, por exemplo um 5W-30 em um motor projetado para 5W-20. Além disso, procure sempre um óleo que tenha em seu rótulo a "Economia de energia“ , símbolo de desempenho da API para garantir que ele contenha aditivos de redução de atrito. (fonte: www.fueleconomy.org)

Outra dica é verificar sempre a tampa de combustível para garantir que ela esteja em bom estado e sem danos. 556 milhões de litros de combustível evaporam anualmente devido a tampas ausentes ou problemáticas. (fonte: Car Care Council www.carcare.org)


6. Dirija com cautela

Partida suave e estável O consumo de combustível é geralmente o mais alto durante a partida inicial do veículo. Muitos motoristas gostam de acelerar forte. No entanto, isso faz com que seu veículo consuma de 2-3 vezes mais combustível. Do arranque até chegar a 60 km/h, acelerando forte, você terá sairá de 10-20 segundos mais rápido, porém gastará de 2-3 vezes mais combustível. O que vale mais a pena? Faça a escolha certa!


7. Planeje antes de dirigir

Antes de sair é importante estudar qual a melhor rota para seu destino. A distância é apenas um fator para decidir a melhor rota. O congestionamento (excesso de semáforos ou cruzamentos) também deve ser considerado, caso contrário, a rota mais curta pode se transformar na rota mais longa e consumir mais combustível.


8. Mantenha seu veículo em forma

A manutenção e ajustes regulares são uma das melhores maneiras de melhorar a economia de combustível e o desempenho do veículo. A programação de manutenção recomendada pode ser encontrada no manual do proprietário. Freios de arrasto, filtros de óleo sujos, velas de ignição gastas, baixo fluido de transmissão ou a transmissão sem manutenção, podem reduzir a eficiência de combustível.


9 – Alinhamento correto

Para cada grau de desalinhamento da cambagem, o pneu será arrastado 5 metros lateralmente para cada quilômetro que o veículo roda. A reação natural do motorista é de realinhar o volante, o que aplica uma força e uma deformação adicional ao pneu, resultando em aumento do consumo de combustível.


10. Pneus de baixa resistência ao rolamento

A borracha dos pneus não possui apenas flexibilidade, mas também viscosidade. Quando os pneus estão em movimento eles estão constantemente sendo compactados e esticados, o que consome energia. A resistência ao rolamento do pneu ocorre quando a perda de energia é convertida em calor e aumenta a temperatura do pneu. Escolha pneus com baixa resistência ao rolamento para uma maior economia de combustível!


Qual é a pressão de pneu adequado para o meu carro?

A pressão dos pneus recomendada para cada veículo é definido pelo fabricante do veículo e pode ser encontrada em várias áreas do veículo, tais como: manual do proprietário do carro, porta do lado do motorista, na tampa do tanque de combustível, etc.

A carga que o veículo transporta e a pressão dos pneus estão diretamente relacionados. Quando for transportar uma carga maior, aumente a pressão dos pneus.

Verifique a pressão dos pneus quando o pneu está frio para obter uma medição mais precisa. Ou seja, se o veículo tiver andado menos de 2km ou esteja estacionando por pelo menos 3 horas.
volta ao início

Pneus Careca

Pneus carecas derrapam nas estradas e são facilmente danificados por buracos. A profundidade dos sulcos deve ser de no mínimo 1.6 mm, caso contrário os pneus deverão ser trocados.

Problemas na banda de rodagem

O indicador de desgaste da banda de rodagem (TWI) é uma saliência moldada nos sulcos de um pneu. Quando a banda de rodagem chega ao nível do TWI, o pneu tem de ser trocado imediatamente.

Problemas de difícil visualização:

Verifique se a banda de rodagem foi perfurada por pequenas pedras, vidros, metal ou outros objetos estranhos e cuidadosamente limpe a área afetada. Se você deixar esses objetos se alojarem profundamente, poderá causar sérios problemas.

Soluções

1. Troque o pneu danificado pelo estepe e leve seu carro para um auto center mais próximo.
2. Perfuração na banda de rodagem com 6mm de diâmetro ou menor podem ser reparadas. Caso a perfuração seja maior que 6mm de diâmetro na banda, ou de qualquer tamanho na lateral, o pneu não poderá ser reparado, levando risco à segurança dos passageiros.

Inspeção Visual do Pneu:Há cortes ou perfurações na carcaça do pneu devido a objetos afiados ou pregos?

Impacto no Pneu: risco à segurança

Verifique a aparência do pneu: Há bolhas no pneu?

Principais Motivos:
Os pneus podem cair em buracos profundos ou serem afetados por objetos estranhos que levam à deformação do pneu e do aro, causando uma ruptura na lateral. Quando combinado com a pressão interna, a quebra forma uma bolha. Outro motivo é o atrito ou impacto do pneu contra um meio-fio. Bolhas não podem ser reparadas.
Consequencias:
Risco para a segurança
Soluções: 1. Substitua os pneus imediatamente
Lento vazamento de ar: é comum os pneus perderem um pequena quantidade de pressão, por isso a importância de sempre calibrá-los.
Porém, se os pneus necessitarem serem calibrados a cada dois ou três dias, verifique os pneus, aros e válvulas. Se necessário, vá até um auto center para a avalição dos pneus.
Tampa da Válvula: A tampa da válvula previne que a umidade e sujeira se infiltrem no pneu. Sempre se certifique que todas estão sendo utilizadas.
Se você trocar seus pneus, certifique de colocar uma nova tampa de válvula. Visite um auto center para inspeção de seus pneus. Se os mesmos estiverem danificados, não os utilize.
Usar pneus danificados é extremamente perigoso! Direção inapropriada leva a danificação do pneu ou desgaste excessivo: e vibrações ou outros problemas ocorrerem quando estiver dirigindo e houver suspeita de dano no pneu ou no veículo, diminua a velocidade, dirija cautelosamente e verifique os pneus.

Danos no pneu: caso o dano não seja visível visite um auto center para inspeção.
volta ao início

A pressão dos pneus, incluindo o estepe, devem ser checados constantemente e sempre antes de realizar uma viagem longa distância.

A pressão deve ser checada depois que o pneu estiver frio (pelo menos 3 horas após parada do veículo).

Use um manômetro para checar a pressão do pneu



A pressão do pneu recomendada para cada veículo é estabelecida pela montadora e pode ser encontrada em várias áreas do veículo, incluindo o manual do proprietário, na porta do motorista e na tampa do tanque de combustível.



Uma pressão apropriada do pneu ajuda a manter o consumo de combustível, otimiza a vida útil e performance do pneu garantindo de forma efetiva a segurança.


Qual é a pressão adequada para meu carro?

A pressão do pneu recomendada para cada veículo é estabelecida pela montadora do veículo e pode ser encontrada em várias áreas do veículo, incluindo o manual do proprietário, na porta do motorista e na tampa do tanque de combustível.

A capacidade do veículo e pressão do pneu são interligados. Para cargas maiores (até o máximo permitido), é importante aumentar a pressão do pneu.

Sempre verifique a pressão do pneu quando ele estiver frio para obter uma medida mais precisa; quando o veículo rodou por menos de 2 km ou ficou estacionado por, pelo menos, 3 horas.
volta ao início

Nunca tente montar seus próprios pneus, pois você corre o risco de se machucar seriamente além de danificar os pneus e aros. Procure por um autocentro especializado para executar o serviço.

volta ao início

Realizar o rodízio de pneus regularmente irá garantir um desgaste uniforme do pneu, aumentando a vida útil e a segurança.
Após rodar por 8.000 - 10.000 km, recomendamos que faça o rodízio dos pneus em um autocentro especializado. No caso de aquisição de um pneu novo, lembre-se de usar a mesma medida, especificações e tamanho.

Tipos de Rodízio:
volta ao início

O alinhamento do sistema de direção/suspensão é conhecido como alinhamendo de rodas. Os fabricantes projetam diferentes ângulos do sistema para lidar com uma grande variedade de condições de estrada e melhoria da performance do veículo. Ao longo do tempo os componentes mecânicos do veículo sofrem desgaste que levam à alteração dos ângulos do sistema de suspensão, levando a deformação e resultando numa baixa performance veicular e de pneus. Portanto o alinhamento ajuda a corrigir e previnir possíveis problemas.

Efeitos de um alinhamento das rodas realizado incorretamente:
  • • Segurança reduzida: Baixa estabilidade em certas velocidades além da dificuldade de fazer curvas em alta velocidade podendo levar à derrapagem do veículo
  • • Desgaste excessivo: vibrações levam ao desgaste dos componentes do veículo, enquanto ângulos incorretos causam um desgaste rápido e irregular dos pneus
  • • Direção ruim: as manobras ficam mais pesadas ou mais leves
  • • Fadiga ao dirigir: vibrações diminuirão o nível de conforto enquanto a constante correção da direção aumenta a fadiga ao dirigir
  • • Aumento do consumo de combustível
O alinhamento das rodas precisa ser realizado nas seguintes situações:
  • • O volante não está centralizado quando dirigir em linha reta
  • • O veículo puxa para a esquerda ou direita quando você tira suas mãos do volante (teste em uma rodovia).
  • • Desgaste intenso e irregular dos pneus
  • • Suspensão instável
  • • Volante oscila de um lado para o outro quando dirige em linha reta
  • • Veículo tende a desviar durante movimento
  • • Aumento de ruído ou sons estranhos
  • • Após substituir a suspensão/roda/pneus
  • • É recomendado fazer o alinhamento regular das rodas a cada 10.000 km
  • • Após colisão do veículo ou impacto contra objeto externo (vias, pedras, meio-fio)
volta ao início

Quando o conjunto roda/pneu está sem balanceamento, haverá trepidação e vibração das rodas. Sendo assim, é importante um balanceamento equilibrado e dinâmico.

Passos para o balancemento:
  • • Use como referência as marcas existentes nas rodas/pneus e/ou válvula
  • • Use equipamento profissional para balanceamento
  • • Se o peso de balanceamento exceder o limite reposicione o pneu e o aro girando-o 180° ou 90 °
  • • Se o peso do balanceamento ainda exceder o limite, checar se a roda está deformada.
Benefícios do balanceamento:
  • • Previne a vibração dos pneus
  • • Ajuda a evitar o desgaste irregular dos pneus
  • • Ajuda a evitar o desgaste irregular do sistema de suspensão do veículo
volta ao início

Pneus deveriam normalmente durar 50.000 quilometros ou mais, porém inúmeros fatores impactam na quilometragem dos pneus: o uso do veículo, manutenção dos pneus/veículo, condições das vias, condições climáticas, hábitos de direção, etc. Sendo assim, é importante prestar atenção aos seus pneus e checá-los periodicamente.

volta ao início

Evite substiuir os pneus atuais por outros já usados, pois não se sabe qual dano o pneu possa ter sofrido. O uso de um pneu danificado poderá causar acidente.

volta ao início

Sim.

Dicas que ajudam a aumentar a vida útil do pneu:
  • • Não corra. Alta velocidade gera calor excessivo, o que aumenta a taxa de desgaste do pneu.
  • • Evite viradas bruscas em curvas e esquinas.
  • • Evite saídas rápidas ou paradas bruscas.
  • • Não dirija próximo às guias ou no meio-fio, buracos ou outras obstruções.
volta ao início

Principais causas:
Vários fatores como motor, volante, sistema de suspensão e pneu podem causar a vibração do veículo. Recomendamos que vá à um auto center para uma inspeção.

Impacto nos pneus:
Causa desgaste irregular e afeta vida útil dos pneus.

volta ao início

Causas:
Problemas no sistema de freios, suspensão, transmissão, pneus, etc.

Impacto nos pneus:
Impacto nos pneus:

Solução:
Viste um auto center para uma inspeção/revisão.

volta ao início

Para tirar o veículo de areia, lama, neve, pedregulho, gelo ou superfícies molhadas, a grande quantidade de rotação da roda, ou seja, os excessivos giros que ela dá, podem causar falhas no pneu ou no veículo.

Quando o veículo estiver nessa condição, não exceda 55 km/h, conforme indicado no velocímetro.

Nunca fique perto demais ou atrás de um veículo que está tentando sair de uma vala, pois as rodas estarão girando em alta velocidade.